A. cocacolagirl @ 23:03

Dom, 13/05/12

Há mais de um ano e tal que não te via, quando te voltei a reencontrar há uns dias atrás. Lá estavas tu sentado numa mesa mesmo à minha frente, agarrado a uma nova namorada. Confesso que foi um bocado estranho rever-te, não pelo facto de gostar de ti, visto que cada um já seguiu com a sua vida há muito tempo, mas pelo simples facto de ali mesmo à minha frente estar alguém que já significou tanto para mim e agora nem uma palavra dirigimos um ao outro. É estranho, não gosto! É estranho quando duas pessoas partilham coisas um com o outro, passam por bons momentos juntos e depois acabam e são capazes de passar mesmo em frente um do outro e não dizer nada. Lá por terem acabado não quer dizer que não se possam cumprimentar. Já não significas nada para mim há muito muito tempo, por isso não vejo qual era o mal de dois ex-namorados serem amigos. Agora és só mais uma pessoa que eu conhecia! 




Catrina @ 00:06

Seg, 14/05/12

 

ai como eu compreendo esse sentimento, não só em ralação a ex-namorados, mas o mesmo acontece cm pessoas q em tempo foram tanto e agora, nem um olá!


cocacolagirl @ 11:44

Seg, 14/05/12

 

Exactamente, eu neste caso falo no reencontro com o ex-namorado, mas também deve ser muito estranho encontrar certas pessoas que já foram grandes amigos e agora nem uma palavra lhe dizemos...


pickwick @ 00:15

Seg, 14/05/12

 

Devo ser um sortudo, por nunca ter experimentado esse sentimento... ou então, tive poucas namoradas... se bem que uma houve que me deixou durante vários anos com uma vontadinha quase incontrolável de a atropelar com um camião do lixo (é pesado e cheira mal)... mas isso agora não interessa...
Será que, afinal, as vivências partilhadas não foram assim tantas quanto se pensa, pelo menos na perspectiva de quem não diz o "olá"?
Será apenas ódio que ainda não se desvaneceu? Dizem que o desprezo é uma forma refinada de odiar...


cocacolagirl @ 11:42

Seg, 14/05/12

 

Também foi a primeira vez que passei por isto, visto que não sou o que se pode chamar de "namoradeira", até à data é o meu único ex-namorado... Quem o devia de odiar era eu, mas já passou tanto tempo que já me é completamente indiferente. Mas da mesma maneira que falo que é estranho encontrar o ex-namorado e não o cumprimentar, também é estranho ver alguém que já foi grande amigo e agora nem uma palavra lhe dirigimos (felizmente nunca passei por este último caso).